Acusada de lesão corporal e injúria por entregadores tem passagens na polícia por ameaça e furto de energia elétrica

Sandra Mathias Correia de Sá foi flagrada agredindo ao menos 2 entregadores — um deles foi chicoteado com a coleira do cachorro dela.

Sandra Mathias Correia de Sá, que foi flagrada agredindo e xingando entregadores em São Conrado, no domingo (9) (veja no vídeo acima), tem duas passagens na polícia: uma é por furto de energia elétrica na Praia do Leblon, onde ela mantém uma escola de vôlei, e outro por injúria e ameaça.

Nesta terça-feira (11), Sandra é esperada para comparecer à 15ª DP (Gávea) por duas novas acusações: uma de injúria e outra por lesão corporal.

“A primeira [injúria] foi na terça-feira [4] e foi verbal. Inclusive, fiz o boletim de ocorrência na terça-feira, relatei os fatos e, quando foi ontem [domingo, 9], aconteceu de novo. Fui à delegacia de novo e fiz novo boletim de ocorrência”, conta Max Angelo dos Santos, um dos entregadores.

O entregador Max Angelo dos Santos mostra marcas da agressão

É ele que aparece em um dos vídeos tentando se esquivar de chicotadas que Sandra dá com a coleira de seu cachorro.

“Ela me tratou como se eu fosse escravo. Só que ela está esquecendo que o tempo da escravidão já acabou há muitos anos. E isso não pode acontecer. É inadmissível. Não tem como aceitar uma situação como essa”, disse Max.

Xingamentos e cuspe no chão
A confusão teria começado por insatisfação de Sandra ao ver entregadores na calçada em que passeava com o cachorro.

“A gente estava trabalhando, como de praxe, o dia todo aqui, e ela passou. Saiu de prédio e veio passear com cachorro. Quando ela chegou na nossa direção, ela olhou para mim, olhou para gente, cuspiu no chão e seguiu o caminho dela. Quando ela voltou, aí ela já foi e começou a arrumar problema com a outra menina”, conta Max, que após ser agredido, prestou depoimento e passou por exames no Instituto Médico-Legal.

No vídeo, é possível ver ela reclamando que os entregadores andam de moto sobre a calçada.

“Você não está na favela, filha da p*ta. Você está aqui. Quem paga o IPTU aqui sou eu”, disse Sandra.
Ela continua com xingamentos e agressões físicas, como mostram as gravações.

“Ela me xingou de lixo, de favela, de um monte de coisa. Nome feio… E chamando para briga, e eu não queria brigar. Eu falei: ‘Eu não quero brigar, eu vou correr, sim, porque eu não quero brigar’. Porque, se eu fosse a mais, eu ia acabar machucando ela”, disse a entregadora Viviane Maria de Souza.
Minutos depois, Sandra parte para cima de Max Angelo. Ela puxa a camisa dele e acerta um soco na cabeça. Ele consegue se soltar e se afasta.

Depois, ela tira a guia da coleira do cachorro e avança para cima de Max com agressões, em um ato associado por muitos, nas redes sociais e pela própria vítima, a chicotadas.

“As pessoas têm medo, as pessoas não falam e enquanto for assim, sempre vai acontecer. As pessoas têm que falar, têm que denunciar”, afirmou Max.

By Camila Freitas

You May Also Like